Saúde e 24º Grito dos/as Excluídos/as

Luciane Udovic, do Programa de Justiça Econômica

Para garantir uma ampla participação e mobilização da sociedade em torno do processo da Conferência, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) deliberou, em parceria com o Grito dos Excluídos/as, garantir uma ampla participação e mobilização em torno do processo da Conferência. E, para isso, o Conselho e o Grito entendem como fundamental articular o tema da Conferência Nacional de Saúde com as atividades que se darão em torno do Grito dos Excluídos/as de 2018, cujo lema será “Desigualdade gera violência. Basta de Privilégios” e tema “Vida em primeiro lugar”.

Para viabilizar esta união de forças e ações no Sete de Setembro – Data que marca as manifestações e atos do Grito em todo o Brasil, o CNS realizou no último 27 de julho, no Rio de Janeiro, no marco do ABRASCÃO, Congresso da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, uma reunião nacional com conselheiros de saúde de todo o Brasil, representantes de entidades e movimentos sociais de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), entidades de profissionais de saúde, comunidade científica, entidades de prestadores de serviço e agentes da pastoral da saúde.

Foi uma reunião muito positiva com os/as integrantes do Conselho, totalmente interessados em participar em massa do Grito dos/as Excluídos/as 2018. Houve falas muito engajadas e animadas para fortalecer a luta em defesa da Vida, do SUS e contra o desmonte da saúde pública. O encaminhamento mais importante é que todos os Conselhos estaduais e municipais vão se somar ativamente às mobilizações do Grito dos Excluídos/as deste ano em todo o país.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>