Natal – Cursistas aprofundam conhecimento sobre privatização e terceirização do SUS

Equipe Comunicação Programa de Justiça Econômica

Com o tema “SUS, ameaças, privatização, terceirização e Reforma” realizou-se, hoje, no último dia 19 de março em Natal, o III Módulo do curso de formação que acontece dentro do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política. A formação contou com a participação de 50 pessoas. A formação aconteceu no Centro Pastoral Dom Heitor de Araujo Sales, no centro da capital potiguar.

Na abertura, o padre Francisco Rodrigues, capelão dos hospitais de Natal e responsável pela Pastoral da Saúde, deu as boas-vindas e destacou novamente a importância do projeto e referendou o apoio ao mesmo, apoio este fundamental para o avanço de projeto e maior participação das pessoas e da Igreja como um todo.

A formação foi feita por Roberval Pinheiro, assessor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, para o tema da saúde. Dentre as ameaças ao Sistema Único de Saúde, além dos cortes no financiamento, ele destacou as cooperativas de saúde, pois ao prestarem serviços ao Estado, cobram do mesmo pelos serviços prestados, o valor que receberiam se trabalhassem na saúde particular. Ou seja, saúde como mercadoria. Ele acrescentou que enquanto o estado cobra 32% de taxa de imposto sobre a renda e os lucros líquidos, para os prestadores de serviço hospitalares, cobra apenas 8%, ou seja, menos recurso para a saúde e direitos sociais.

Destacou que é preciso renovar a militância. “Precisamos de novos gansos”, disse, se referindo ao fato de se ter uma renovação. “Assim como na revoada eles se revezam e aos poucos os novos assumem a dianteira, precisamos investir nos jovens que irão nos substituir”.

Após o debate, Luiz Bassegio, coordenador geral do projeto, falou mais sobre a iniciativa, enfatizando o compromisso de todos que participam do curso e ser multiplicadores e conquistar novos adeptos para a proposta que o projeto apresenta.

alt_text

Após o trabalho de grupo, e debate em plenário, foram destacadas as seguintes propostas assumidas pelos participantes do curso: Formação, continua participando dos cursos a fim de ter maior conhecimento dos direitos, empoderar-se e fazer o debate nas comunidades sobre o tema, não guardar para si o que se está aprendendo; Fiscalização das unidades básicas de saúde, upas, hospitais e monitorar os orçamentos principalmente no nível municipal com a participação nos conselhos de saúde; Divulgar o curso e trazer novos participantes para a próxima etapa, cada um trazer mais um, ampliando assim o número dos que se comprometem a longo e depois do processo formativo; Compromisso de todos assim expresso: “não basta vestir a camisa (com a qual todos estavam uniformizados) é preciso suar a camisa”.

Por fim, foi tratado do quarto módulo do curso, dos dois módulos aprofundados e das palestras motivacionais ficando a cargo da coordenação colegiada providenciar os locais e os assessores, ficando o compromisso de todos envolver pelo menos mais um participante para as próximas atividades e cursos.

Para conhecer mais o projeto: www.direitosociais.org.br
Facebook: Programa Justiça Econômica

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>