Grajaú – Controle social e participação popular são temas do Curso Básico em Saúde no Cantinho do Céu

Rogéria Araujo

Com assessoria de Stephan Sperling, integrante do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde e da Rede Nacional de Médicos e Médicas Populares, o momento foi de aprofundar mais o conhecimento sobre as ferramentas e espaços onde a participação popular é essencial para que ocorra o controle social e, assim, melhoria nos atendimentos médicos, nos equipamentos de saúde do bairro, e na comunidade de forma geral.

“Acho que a principal contribuição do controle social nesse momento é: primeiro, a gente de fato manter a saúde como um direito humano fundamental, de acesso universal e não mais como um artigo de mercado que é no que esse direito está se transformando e, em segundo, é requalificar o papel do conselheiro e da conselheira como papel formulador de políticas”, falou Sperling.

Além do Guia do Aluno, elaborado pelo Projeto Direitos Sociais e Saúde, os cursistas trabalharam e debateram embasados num documento orientador e prático de como exercer o controle social, com vários exemplos. De acordo com o assessor, foi uma oportunidade muito rica de debate, pois é um material bem prático que se aproxima das demandas da comunidade e orienta a fiscalizar de forma bem concreta os equipamentos de saúde, entre outros. “Outra coisa importante é que pudemos, dentro disso, colocar em pauta a organização da atenção básica da saúde”, comentou.

O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da Agência Católica de Desenvolvimento da Inglaterra e País de Gales (Cafod). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos/as Excluídos/as Continental, Pastoral Social, Pastoral da Saúde, Comissão Brasileira de Justiça e Paz, contando com o apoio da rede Jubileu Sul Brasil. O principal propósito deste projeto é, através de formação e incidência política, garantir melhor acesso e informação sobre o sistema de saúde pública do Brasil para populações vulneráveis.

Para saber mais: www.direitosociais.org.br | Facebook: Programa Justiça Econômica
Emails: coord.direitosesaude@gmail.com | comunica.direitosesaude@gmail.com

O conteúdo deste material é de responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, dizer que representa a opinião da União Europeia.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>