Grajaú – Alunos do Cantinho do Céu aprofundam conhecimento sobre controle social e participação popular

Rogéria Araujo

A formação foi realizada pelo coordenador local, Seiti Takahama, que falou sobre como o controle social pode ser exercido na prática e sobre o papel de cada cidadão ou cidadã na cobrança e fiscalização de seus direitos. Em épocas em que a atual conjuntura indica para perdas de direitos sociais todas as informações são muito valiosas para o povo.

“É muito bom porque a gente vê que o conhecimento fica com as pessoas. Sabe que depois daquela formação, elas poderão praticar o que aprenderam. Os alunos percebem o valor da organização em grupo e das garantias de direitos que podem ter se passarem a exercer o controle social dos serviços que são direitos”, afirmou o coordenador.

Para tornar a formação mais dinâmica, foi feita uma oficina sobre como fazer o controle social em uma Unidade de Saúde. Foi um momento onde os/as alunos/as puderam saber mais sobre como podem fiscalizar um equipamento de saúde público, indo na ouvidoria, procurando a gerência, usando a caixa de sugestão, indo até o Conselho de Saúde, participando de reuniões.

Este foi o segundo módulo de um total de quatro que serão realizado ao longo de um ano. O programa do curso do projeto realizará, ainda, um Curso Aprofundado sobre os quatro módulos, além de palestras motivacionais. O objetivo do projeto é que, através dos cursos, as populações se empoderem em informação refente aos direito à saúde e seja multiplicadores/as.

O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da Agência Católica de Cooperação Internacional da Inglaterra e país de Gales (CAFOD). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da CNBB, Pastoral da Saúde e Comissão Brasileira da Justiça e da Paz (CBJP). Conta, ainda, com parceria da rede Jubileu Sul Brasil.

Contatos: coord.direitosesaude@gmail.com
Facebook: Programa Justiça Econômica

“O conteúdo deste documento é da responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflete a posição da União Europeia”

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>