CEBES participa de atividade na Tenda dos Direitos Sociais durante Fórum Social Mundial

Rogéria Araujo

A atividade conduzida por Stephan Sperling, também integrante do CEBES, tratou de debater os principais problemas, desafios e caminhos para garantia de uma saúde pública de qualidade e que se mantenha gratuita, mesmo com as ameaças de privatização e mercantilização. Para Stephan, trata-se de um momento de enfrentamento onde o povo, através da participação popular, precisa estar atento e defender seus direitos.

“Não queremos só um modelo de saúde, mas um processo civilizatório. O SUS surgiu do povo e para o povo, não pode ser regido por rearranjos capitalistas”, afirmou Sperling.

A Roda de Conversa reuniu representantes de diversas entidades e movimentos que atuam em defesa do Sistema Único de Saúde, que se manifestaram contra o processo de desmonte da Seguridade Social. Para Lucia Souto, experiências como essas representam a resistência do movimento em favor da saúde pública de qualidade. “Não podemos permitir que a Constituição seja desconstruída em favor de elites. Essa luta é popular”, afirmou.

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é executado pelo Programa Justiça Econômica, com apoio da União Europeia e Cafod. O objetivo consiste em fazer momentos de formações para agentes de saúde, conselheiros/as de saúde, lideranças comunitárias de populações vulnerabilizadas sobre saúde pública nas cidades de Natal (RN), na comunidade Cantinho do Céu, no Grajaú (SP) e em São Bernardo do Campo (SP).

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>