Direitos Sociais

http://direitosociais.org.br

Parceiros

CAFOD JubileoSul
Pastorais Sociais Grito de los Ecxluídos/as Commisao Barileira Pastoral Saudade

Com apoio da

UE

Grajaú - Alunos do Cantinho do Céu aprofundam conhecimento sobre controle social e participação popular

A realização do segundo módulo do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política sobre “Controle Social e Participação Popular” aconteceu no último dia 26 de novembro, no Cantinho do Céu, no Grajaú. Reunindo alunos novos e antigos, todos mostraram interesse em discutir e aprender mais sobre o que é controle social e porque é importante ter a participação do povo em espaços de decisão e nas comunidades ou bairros.

Alunos do Grajaú

A formação foi realizada pelo coordenador local, Seiti Takahama, que falou sobre como o controle social pode ser exercido na prática e sobre o papel de cada cidadão ou cidadã na cobrança e fiscalização de seus direitos. Em épocas em que a atual conjuntura indica para perdas de direitos sociais todas as informações são muito valiosas para o povo.

“É muito bom porque a gente vê que o conhecimento fica com as pessoas. Sabe que depois daquela formação, elas poderão praticar o que aprenderam. Os alunos percebem o valor da organização em grupo e das garantias de direitos que podem ter se passarem a exercer o controle social dos serviços que são direitos”, afirmou o coordenador.

Para tornar a formação mais dinâmica, foi feita uma oficina sobre como fazer o controle social em uma Unidade de Saúde. Foi um momento onde os/as alunos/as puderam saber mais sobre como podem fiscalizar um equipamento de saúde público, indo na ouvidoria, procurando a gerência, usando a caixa de sugestão, indo até o Conselho de Saúde, participando de reuniões.

Este foi o segundo módulo de um total de quatro que serão realizado ao longo de um ano. O programa do curso do projeto realizará, ainda, um Curso Aprofundado sobre os quatro módulos, além de palestras motivacionais. O objetivo do projeto é que, através dos cursos, as populações se empoderem em informação refente aos direito à saúde e seja multiplicadores/as.

O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da Agência Católica de Cooperação Internacional da Inglaterra e país de Gales (CAFOD). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da CNBB, Pastoral da Saúde e Comissão Brasileira da Justiça e da Paz (CBJP). Conta, ainda, com parceria da rede Jubileu Sul Brasil.

Contatos: coord.direitosesaude@gmail.com
Facebook: Programa Justiça Econômica

“O conteúdo deste documento é da responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflete a posição da União Europeia”

Balanço do primeiro ano do Projeto Direitos Sociais e Saúde

E as sementes foram plantadas...

Há um ano o projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política pedia licença e, com muita humildade, entrava na casa de moradores e moradoras do Alvarenga, em São Bernardo do Campo (SP); Cantinho do Céu, no Grajaú (SP); e na Zona Norte, em Natal (RN) para, juntos, trocarmos experiências e compartilhar informações que ajudassem as populações mais excluídas a se tornarem agentes de mudanças em suas realidades.

Lançamento Frente em Defesa do SUS

Nesse boletim, elaborado pela Coordenação do Projeto, fazemos um balanço do primeiro ano dessa construção coletiva, tentando refletir os aprendizados e os desafios que estão colocados para nós, em especial no contexto tão ameaçador para os direitos sociais no Brasil que estamos vivenciando. Convidamos vocês para a leitura, descarregando o boletim clicando no link embaixo.

Módulo Controle Social e Participação Popular é realizado em Alvarenga

O projeto “Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política” continua o trabalho de formação política visando o fortalecimento da cidadania e a compreensão sobre o direito constitucional à saúde garantido por lei porém ameaçado nos dias de hoje pelas políticas de austeridade do Governo Federal. Esses cursos contribuem decisivamente para que as comunidades desenvolvam ações de defesa de seus direitos.

Participantes do Módulo

“Com certeza aprendi muito hoje. Ouvi muitas coisas que antes não tinha conhecimento, não dava importância. Mas não dava importância porque não sabia desse valor que é participar da vida em comunidade”. Assim a aluna Daniele Ferreira descreveu sua impressão sobre o segundo módulo do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política, que discutiu o tema “Controle Social e Participação Popular”, no último dia 19 de novembro, no Jardim Laura, Alvarenga, em São Bernardo do Campo, São Paulo.

Assim com ela, outras dezenas de pessoas que moram na comunidade 1001 participaram desta nova etapa do projeto, que entra em seu segundo ano, com o desejo de conhecer mais sobre a articulação popular e a importância disso para exercer o controle social sobre os serviços que são realizados pelo Estado, sobre direitos considerados básicos para a população.

“Às vezes, quando se fala em direito, a gente pensa que é algo muito longe, distante. Depois a gente vai vendo que podemos fazer alguma coisa, podemos cobrar. Achei muito bom estar aqui. Quero participar das outras formações. Todas as informações foram bem importantes, ainda mais pra nós que não temos muito conhecimento”, acrescentou Daniele.

A facilitação do módulo “Controle Social e Participação Popular” ficou por conta da mestre em Ciências Sociais e secretaria geral da rede Jubileu Sul Brasil, Rosilene Wansetto.

Página 1 de 3 proxima  última