Cantinho do Céu, no Grajaú (SP), realiza curso de formação sobre Direitos Humanos e Seguridade Social

Rogéria Araujo

A canção “Talkin’ Bout a revolution” (Falando sobre uma revolução), da cantora estadunidense Tracy Chapman, abriu um momento de mística e de reflexão sobre a atual conjuntura na qual se encontra o país. A partir da música, foram identificadas as principais guerras existentes e a necessidade da formação e união em defesas dos mais pobres e seus direitos.

O assessor convidado, Hugo Fanton, da União dos Movimentos Populares de Saúde, iniciou sua parte com uma pergunta motivadora: “O que são direitos humanos para você?”. Os participantes refletiram e discutiram em cima da questão para, logo em seguida, assistirem ao vídeo “O que são direitos humanos”, com Glenda Mezaroba, mestre e doutora em Ciência Política da USP. Depois da exibição do vídeo, ficou claro para os presentes que os direitos humanos são essenciais para a formação cidadão de cada pessoa, independente de raça, classe social, idade e que não se pode ficar indiferente com as desigualdades que presenciamos no dia a dia, que afetam profundamente os direitos humanos em vários de seus aspectos.

Na sequência, foi debatido o Projeto de Lei nº 27 da Assembleia Legislativa de São Paulo que, em outras palavras – se for aprovado – pretende acabar com as Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Toda nossa luta deve ser pela garantia dos direitos humanos e, principalmente, lutar pela ampliação de atendimento, garantia da continuidade da Previdência Social e impedir que a proposta do governo ilegítimo seja aprovada”, afirmou o coordenador local do projeto no Grajaú, Seiti Takahama.

Dentre os encaminhamentos acordados pelo grupo, decidiu-se realizar uma atividade social com a comunidade no próximo dia 21 de abril para divulgar e debater a proposta do PL 27. Este debate deve ser levado para outros espaços da comunidade com as escolas, por exemplo. Além do chamamento para paralisação geral no dia 28 de abril, será elaborado um documento a ser apresentado à sub-prefeitura da Capela do Socorro, mostrando a vulnerabilidade do local, e pressionar pela construção definitiva da UBS do Cantinho do Céu.

O Projeto

O projeto é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da CAFOD (Agência Católica para a Cooperação Internacional de Inglaterra e país de Gales). O projeto será implementado no Brasil nos próximos três anos por quatro entidades parceiras do Programa Justiça Econômica: Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da Conferência Nacional dos Bispos de Brasil (CNBB), a Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) e a Pastoral da Saúde Nacional. Conta com a parceira da rede Jubileu Sul Brasil.

Para mais informações:coord.direitosesaude@gmail.com | Whatsapp: (85) 99619.2566 (Rogéria Araújo) | Facebook: Programa Justiça Econômica | www.direitosociais.org.br

“O conteúdo deste documento é da responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflete a posição da União Europeia”

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>