Campanha de combate à febre amarela percorre ruas do Grajaú (SP)

Equipe Comunicação Programa de Justiça Econômica

O material distribuído contém informações que tiram as dúvidas mais comuns da população, como a dose única e dose fracionada, com que idade pode tomar a vacina, o que causa a febre amarela, entre outras. “Trata-se de uma forma de esclarecer a população de informações sobre o assunto, pois o mesmo ainda gera muitas dúvidas”, falou o coordenador local do projeto, Seiti Takahama.

Francisca Pereira é moradora da Vila Missionária há quase 30 anos. De acordo com ela “a mídia mais confunde do que explica. “Eu vejo nos jornais da TV cada um falando uma coisa. O governo diz para fazer isso, a prefeitura diz para fazer aquilo. Acabo ficando sem saber quem está falando a verdade. Por isso, a distribuição deste material informativo vai ajudar muito a população”, disse.

Já Conceição de Lima, moradora do Cantinho do Céu, afirmou que ainda não tomou vacina por orientação médica, mas que irá conversar com seus familiares e levar o informativo para que todos leiam. “Aqueles que tiverem que tomar e puderem tomar a vacina, devem tomar”, concluiu.
O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da Agência Católica de Desenvolvimento da Inglaterra e País de Gales (Cafod). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos/as Excluídos/as Continental, Pastoral Social, Pastoral da Saúde, Comissão Brasileira de Justiça e Paz, contando com o apoio da rede Jubileu Sul Brasil. O principal propósito deste projeto é, através de formação e incidência política, garantir melhor acesso e informação sobre o sistema de saúde pública do Brasil para populações vulneráveis.

Com informações e fotos de Cadu Bazilevski

Para mais informações:
Seiti Takahama (11) 98465.5959 (Whats) | Rogéria Araujo (85) 99619.2566 (Whats)
www.direitosociais.org.br | Facebook: Programa Justiça Econômica

O conteúdo deste material é de responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, dizer que representa a opinião da União Europeia.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>