CAFOD lança publicação com base na encíclica Laudato Si, em Seminário, no Fórum Social Mundial 2018

Equipe Comunicação Programa de Justiça Econômica

O lançamento foi feito pelo Padre Ari Antônio Reis, assessor e colaborador do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política, que tem apoio da Agência Cafod e da União Europeia no Brasil. Todos os/as presentes na mesa receberam a publicação e outras estarão na Tenda para distribuição.

A publicação traz temas e enfoques para a Agenda 2030, tendo como base a Laudato Si, documento lançado pelo Papa Francisco. Entre os temas e enfoques estão: respeito da dignidade humana; compromisso de igualdade para todos; erradicação da desigualdade; integração entre meio ambiente e desenvolvimento; promoção da participação e diálogo; fortalecimento a governança; modificação das modalidades de consumo e produção; promoção do papel da tecnologia; e apoio ao crescimento econômico, empresas e trabalho descente.

“Há uma preocupação de que esta encíclica da Laudato Si tenha um alcance maior em vista da preocupação com a Casa Comum. Então, essa publicação traz esse debate: como a Laudato Si vai contribuir na Agenda 2030. Lembramos sempre que tudo passa pelo cuidado, seja cuidar da saúde, cuidar do outro e do nosso planeta”, afirmou padre Ari Antônio Reis.

O lançamento foi feito na presença da equipe do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política, na representação de Luiz Bassegio, Thierry Dudermel, da Delegação da União Europeia no Brasil; Dom Roberto Paz, bispo referencial da Pastoral da Saúde; Ronald Ferreira, do Conselho Nacional de Saúde; Hugo Fanton, da União dos Movimentos Populares de Saúde; Márcia Leite, ex-ministra do Desenvolvimento e Combate à Fome. Além de diversos entidades e militantes que participaram do seminário.

Para saber mais: www.direitosociais.org.br | Facebook: Programa Justiça Econômica
Emails: coord.direitosesaude@gmail.com | comunica.direitosesaude@gmail.com

O conteúdo deste material é de responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, dizer que representa a opinião da União Europeia.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>