Direitos Sociais

http://direitosociais.org.br

Parceiros

CAFOD JubileoSul
Pastorais Sociais Grito de los Ecxluídos/as Commisao Barileira Pastoral Saudade

Com apoio da

UE

Ato público pede reabertura da Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Myrna, na zona sul de São Paulo

Às 9h da manhã do dia 28 de abril, moradores, representantes de movimentos sociais, conselheiros e conselheiras de saúde, integrantes do projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política se reuniram em frente à Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Myrna, no Jardim Myrna, zona sul de São Paulo, para cobrar a reabertura do equipamento.

De acordo com Seiti Takahama, integrante do Conselho Municipal de Saúde da Cidade de São Paulo e coordenador local do projeto Direitos Sociais e Saúde, a AMA foi fechada no final do mês de março sem que a população fosse avisada. “O resultado é que os moradores da região estão sem saber para onde ir e isso acaba provocando superlotação em outros equipamentos. O que queremos aqui é esclarecimentos e a reabertura da AMA”, disse.

A AMA Myrna é uma das 108 que estão sendo fechadas por conta do plano de reestruturação da Atenção Básica, proposta pela atual gestão da cidade de São Paulo. Os movimentos argumentam que antes de fechar equipamentos é preciso apresentar alternativas para que as pessoas não fiquem sem nenhum tipo de cobertura médica.

Encaminhamentos

A mobilização conseguiu pressionar a Secretaria de Saúde. Por conta disso, haverá uma reunião no próximo dia 3 de maio com o prefeito Bruno Covas no Ministério Público para apresentar argumentações pela reabertura da AMA e evidências de que o equipamento foi fechado sem qualquer aviso prévio. Assim, o movimento espera obter uma resposta do Ministério Público sobre o assunto. No dia 6 de maio haverá um outro ato no Jardim Myrna para informar o que foi dito pelo MP e dar outros encaminhamentos.

O conteúdo deste material é de responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica não podendo, em caso algum, dizer que representa a opinião da União Europeia.

Última modificação: 30 de Abril de 2018 às 09:25
Tem 0 comentários
captcha
Quero ser notificado por e-mail quando há novos comentários.