Alunos do projeto no Alvarenga, em São Bernardo do Campo (SP), aprofundam conhecimento sobre Direitos Humanos e Seguridade Social

Equipe Comunicação Programa de Justiça Econômica

Com assessoria de socióloga Rosilene Wansetto, também secretária da rede Jubileu Sul Brasil, e do também sociólogo e professor na área de Serviço Social, Edson Silva, foram feitas exposições sobre os temas, com debate, leitura em grupo e perguntas junto aos participantes. O coordenador geral do projeto, Luiz Bassegio, também esteve presente na atividade. Ele falou sobre o momento atual, no qual todos e todas devem se unir para defender seus direitos. Falou, ainda, das ameças que são as reformas proposta pelo Governo Temer sobre a Previdência e a Trabalhista. “Estamos com muita atuação tanto em nossas bases do projeto quanto em Brasília. Recentemente realizamos um evento reunindo deputados para debater o tema da previdência”, informou.

Inicialmente foi feita uma apresentação dos/as alunos/as e cada um/a falou de suas expectativas. Dentre elas destacaram-se: conhecer mais os direitos, lutar por melhorias na saúde pública e, no momento atual, lutar para que sejam garantidos os direitos da aposentadoria e os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao som da canção “Eu só peço a Deus”, de Mercedes Sosa – ícone latino-americano – um momento de mística despertou para que fossem identificadas as principais guerras existentes, sendo que destacou-se a guerra contra os pobres, contra os direitos dos pobres; foi reafirmado que ninguém pode ficar indiferente, sobretudo os que já estão aposentados.

Neste contexto, os assessores afirmaram que a luta deve ser pela garantia dos Direitos Humanos, e principalmente pela garantia da continuidade da Previdência Social. Portanto, é preciso união para impedir os retrocessos que estão em curso neste Governo de Michel Temer, fruto de um golpe.

No coletivo, os alunos e alunas decidiram continuar e se comprometer com o debate sobre a proposta da Reforma da Previdência – alvo de várias críticas e palco de manifestações populares em todo o Brasil – levando o assunto para seus espaços de convivência, seja nas ruas, nas feiras, nos sindicatos, escolas, igrejas. Enfim, o papel multiplicador de cada um dos que estavam presentes neste terceiro módulo do projeto é fundamental para as melhorias que se quer.

Encaminhamentos

Com o tema de forte relevância no país, a pauta dos Direitos Humanos e Seguridade Social, os cursistas também definiram que devem assumir, divulgar e se envolver no processo da greve geral, prevista para o dia 28 de abril em todo o Brasil. Também vão elaborar um documento a ser apresentado à Secretaria Municipal de Saúde, e pressionar a mesma sobre a falta de remédios nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Os membros dos Conselhos de saúde local e municipal também irão elaborar um documento a ser entregue à Secretaria da Saúde sobre a falta de remédios no posto da localidade.

O Projeto

O projeto é cofinanciado pela União Europeia e tem apoio da CAFOD (Agência Católica para a Cooperação Internacional de Inglaterra e país de Gales). O projeto será implementado no Brasil nos próximos três anos por quatro entidades parceiras do Programa Justiça Econômica: Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da Conferência Nacional dos Bispos de Brasil (CNBB), a Comissão Brasileira de Justiça e Paz (CBJP) e a Pastoral da Saúde Nacional. Conta com a parceira da rede Jubileu Sul Brasil.

Para mais informações:coord.direitosesaude@gmail.com | Whatsapp: (85) 99619.2566 (Rogéria Araújo) | Facebook: Programa Justiça Econômica | www.direitosociais.org.br

“O conteúdo deste documento é da responsabilidade exclusiva do Programa Justiça Econômica, não podendo, em caso algum, considerar-se que reflete a posição da União Europeia”

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Puedes usar estas etiquetas y atributos HTML:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>